terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Tentando aprender francês

Por Talita, a dona perfeitinha.


Quando me mudei pra Belo Horizonte, há 8 anos atrás, entrando pra faculdade, senti-me uma menina pouco prendada.

A maioria das minhas colegas eram da cidade grande e eu, do interior. Frequentavam lugares que até hoje não conheço. Eram 'cultas': iam ao teatro e ao cinema todos os fins de semana. Euzinha ficava com meus livros, trancada em casa. Falavam diversas línguas - e eu, só o 'inglesinho' mesmo. 

Resolvi, então, que deveria aprender francês. Fiz de tudo pros meus pais pagarem aulas pra mim. Consegui um professor particular. Ia até a escola dele e, por duas horas, me esforçava ao máximo pra tirar dúvidas, imitar o sotaque... mas, no final, sempre ouvia um "você tem que se esforçar mais". Chegava em casa e revia tudinho repetindo alto cada palavra, verbo e frase. 

A partir da terceira semana de aula, percebi que a água da jarra escura da qual ele se servia a todo momento, não era água, mas algum destilado. Seu bafo começou a me incomodar, mas não apelei. Continuei indo às aulas, já que queria, precisava, carecia de ser uma moça mais prendada.

Depois de três meses, o professor começou a se exaltar. Quando eu não lia algo corretamente, levantava a voz e dizia coisas do tipo: "você não aprende nunca!". Não aguentei mais. Desisti! Comprei um ótimo livro e comecei a estudar sozinha. Nunca cheguei a aprender o francês, mas ainda gosto de dar uma folheada no tal livro, formulando frases chiques. Mas a verdade é que a primeira frase a gente nunca esquece... "Demande a la dame la bas" - "Pergunte à senhora alí"

Ah! Tenho que contar um outro fato: três meses depois de deixar as aulas de francês, deparei-me, no elevador do meu prédio, com meu ex-professor. Como tinha pego birra dele, nem cumprimentei. Fui logo ao porteiro saber o que ele estava fazendo alí. E não é que o francês tinha se mudado pra lá? Ainda bem que nunca mais o encontrei. Quando eu pego birra, fico mal comigo mesma e faço cara feia. E isso não é coisa de prendada!

16 comentários:

Sabrina Mix 10 de fevereiro de 2009 10:53  

Ai, Talita!

Eu o Francês temos uma história de amor e ódio. Mas ainda venço essa rebeldia e aprendo a língua de vez. E pensar que ainda falta o Alemão...

Beijos e sucesso!!!

Eva 10 de fevereiro de 2009 11:44  

Oi Talita.
Lendo sua história lembrei de minhas primeiras aulas de francês, na Aliança Francesa de Curitiba, quando eu tinha uns dezoito, dezenove anos e estava no começo da graduação.
Em uma aula sobre o passé composé a professora saiu perguntando a cada aluno o que eles tinham feito no final de semana. E eu, ingênua de tudo, respondi a verdade: tinha ficado estudando. E ela me respondeu: Ah, mentira! Depois disso que eu classifiquei como uma grosseria imperdoável, desisti da Aliança.
Mas não do francês. Anos mais tarde retomei os estudos com uma professora particular que era tudo de bom. Eveline me fez amar ainda mais este idioma.
Ou seja: encontre um outro professor, urgente!

Gese 10 de fevereiro de 2009 13:41  

Af nem me fale de Francês rsrsrsrs pra mim só os perfumes msm rsrsrs...
confesso que fico pedidinha com estes blogs vou pela imagem acho que estou postando certo né?
vim aqui te falar que te indiquei pra um mimo que ganhei de uma amiga amei e esperoque vc goste.

bjssss

Lenita,  10 de fevereiro de 2009 14:49  

Oi, Talita. Aprendi francês na escola, dos 11 aos 14 anos, com uma professora que, digamos assim, ou você aprendia, ou você aprendia. Ela usava as sobrancelhas pontudas (parecia o demo), era super exigente, não deixava passar nada. Seja por esse motivo, ou não, o fato é que até hoje consigo ler e comprender o Francês. Falar, já é uma outra história. ;)

Anônimo,  10 de fevereiro de 2009 15:53  

Ana
o Prendadas, antes das mudanças, era bem melhor.

dona perfeitinha 10 de fevereiro de 2009 16:08  

Adorei as histórias de vocês!

Beijos,
Talita.

Edna Fadinha 10 de fevereiro de 2009 17:10  

Ai,ai! tbm tenho uma quedinha pelo francês.Não sei como td começou,mas ainda não me declarei.
Quero aprender um dia.Vou anotar o nome desse livro.
Bjs

Nana 10 de fevereiro de 2009 19:18  

Ah amiga, eu não gosto de francês, é muito biquinho... eu gosto do jeito cafa de falar do italiano e do jeito bravo do alemão rs
Bjss

Ana Medeiros 10 de fevereiro de 2009 23:27  

Talita, eu tenho a maior vontade de aprender um lingua que não seja o inglês. Acho o francês um luxo mas adoraria mesmo era falar italiano...Acho lindo de viver!

Beijos

Geo 11 de fevereiro de 2009 10:10  

Bom dia, estou de volta e já passei pro aqui me atualizar!!! já fiquei chateada com o que li a respeito do tal comentário anônimo.... e concordo que a pessoa tem que se assumir sim, a covardia é uma coisa mediocre.

Mas falando dos posts em geral, a-d-o-r-e-i, ainda mais sobre ser autêntica, pois imitar os outros é pura falta de personalidade. Agora ter uma referencia acho bacana pois é como uma inspiração, desde que sadia e que te acrescente de alguma forma!!
bjssss
Geo

lina 24 de fevereiro de 2009 10:55  

Olá este site talvez responda as suas esperanças: http://pt.lingueo.com
Lingueo é uma rede social para a aprendizagem e o ensino de línguas estrangeiras, permite a comunicação em tempo real entre professores e alunos utilizando uma webcam e um microfone, permitindo assim de falar com nativos.
estou a aprender italiano e estou mesmo satisfeita.
até breve

Lana Bleicher 20 de maio de 2009 09:31  

Eu estou estudando Francês por conta própria com o Livemocha, o Francoclic e outros desses sites de ensino online gratuitos. Vamos ver no que dá. Estou registrando tudo no http://tentandoaprenderfrances.blogspot.com/

kenia 14 de agosto de 2010 22:33  

Oi Talita,

Se gosta mesmo do francês não disista, é mesmo um idioma lindo!
Sou professora de francês e digo sempre que o mais importpante é gostar do idioma, depois um bom professor, e não tem como não aprender... Digo por experiência própria, sempre trabalho para que meus alunos se apaixonem pelo idioma, usando e abusando do bom humor, com direito a piadas em francês, e sempre deu certo.

bisous

Anônimo,  21 de dezembro de 2012 19:33  

[url=http://louboutinmart.co.uk]louboutin uk[/url] Just try to open up a business and you will see all the massive regulations you have to put up with. [url=http://dkgoose.com]canada goose[/url] Yyljvyksj [url=http://csrhelix.com]canada goose jakke[/url]
bjngbj 183331 [url=http://www.chilliwackbombersoutlet.com]canada goose expedition parka women[/url] 723136 http://www.beatsbydreaonsales.com

Anônimo,  25 de dezembro de 2012 09:22  

[url=http://louboutinmart.co.uk]christian louboutin[/url] gucci handbags are noted throughout gucci bags the world for their incomparable design work and high quality. [url=http://dkgoose.com]Canada Goose jakker[/url] Nyxiohoud [url=http://csrhelix.com]canada goose jacka[/url]
rhbpap 043895 [url=http://www.chilliwackbombersoutlet.com]cheap canada goose coats[/url] 878603 [url=http://www.beatsbydreaonsales.com]beats by dre cheap[/url]

Anônimo,  20 de março de 2013 05:02  

tramadol no prescription tramadol dosage iv - kind medicine tramadol hcl

MySpace Backgrounds

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP