quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Medos de uma grávida

Desde que me descobri grávida, muita coisa mudou. Não é só a barriga que está crescendo (sim, com apenas seis/sete semanas já tenho uma barriga que mais parece de 20 semanas). Enfim, muita coisa mudou, principalmente minhas emoções. Não que elas fossem algo que eu pudesse controlar, mas eu acreditava que tinha o controle de 10 dias durante o mês, o que já é uma grande conquissta. Tomando remédio para TPM, 15 dias de total controle das emoções, uhuuuuu, felicidade plena!

Mas, a verdade é que estou experimentando sentimentos que jamais pensei existir dentro de mim. Semana passada fiz a primeira viagem de avião depois que descobri a gravidez. E senti medo em voar. Nem mesmo o terrível acidente do avião da TAM, em julho de 2007, mexeu tanto comigo, quanto o fato de saber que estou grávida e qualquer coisa pudesse acontecer dentro daquela máquina. No momento de decolar de Porto Alegre para Brasília, o céu estava lindo, sem nenhuma nuvem ou possibilidade de turbulência, e lá estava eu, olhos fechados, mãos segurando firmemente os braços da poltrona, cinto de segurança apertado até onde a barriga permite e fazendo todas as orações que conheço bem baixinho....

É muito engraçado (e ao mesmo tempo assustador) que desde a notícia da gravidez, sinto que não estou mais sozinha e tenho que cuidar não apenas de mim, mas desse ser que divide meu corpo comigo. Antes mesmo de nascer, uma criatura já muda e transforma totalmente uma mulher independente e livre como eu. Essa sensação é algo que terei que administrar dentro de mim daqui pra frente. Ao mesmo tempo em que é bom demais estar grávida, também tenho que abrir mão de mim, da Priscila, para me doar integralmente para alguém, que por um bom tempo, vai depender única e exclusivamente de mim. Só o tempo dirá o que vai acontecer!

Em tempo, amanhã vou à minha primeira consulta médica. Espero voltar de lá com mais tranquilidade no meu coração.

Pri Tescaro

16 comentários:

Camila Lagares 28 de janeiro de 2009 22:41  

Pri,
Adoro o seu blog, leio sempre apesar de ser o primeiro comentário que deixo...
Me emocionei ao ler esse post, até porque estou pensando muito em ficar grávida... ter um bebezinho!!
Bjos com carinho!
Ca Lagares

Whateverlyn 29 de janeiro de 2009 00:15  

Ai, que lindo.
Descubra-se!

Jac. 29 de janeiro de 2009 04:27  

Oi, tem selinho pra vc lá no meu blog!
Deus te abençoe!
BJO

Nana 29 de janeiro de 2009 07:06  

Pri, como diz a minha mãe, vc terá esse sentimento para o resto da vida amiga!
Eu tive os meus momentos preciso engravidar hehe
Adorooo esse assunto!
Bjss e corra para nos falar sobre a consulta viu.

Mafalda, Portugal,  29 de janeiro de 2009 09:10  

ou gravida... de apenas 5 semanas e tambem ja tenho barriga... tambem me parece impossível, mas a verdade é que cresceu!! So vou fazer a primeira ecografia às 7 semanas. Estou ansiosa!!!

Beijinhos e tudo de bom
Mafalda

Rita de Cassia 29 de janeiro de 2009 10:34  

Pelo menos comigo, da gravidez pra cá, a cada dia fico mais medrosa. Tinha mêdo de perder o bebê, mêdo de que algo de ruím acontecesse no parto, depois que nasceram então .... os medos continuam. É mêdo das febres, mêdo das quedas, mêdo que elas não me amem, efim .... mêdo de tudo. Acho até que já me acostumei. Ah! A cada gravidez um mêdinho novo. Vida de mãe, mas pode ficar certa que você consegue. Tiramos força e coragem não se sabe de onde.
bj

Lidiane Vasconcelos 29 de janeiro de 2009 11:03  

Ai que emoção!!! Deus do céu... quero engravidar também!!!!!


Que Deus te abençoe e te dê tranquilidade no coração para saber lidar com tantos sentimenos novos aflorando dentro de você.

Beijos!!!!

Kelen 29 de janeiro de 2009 11:31  

Sabe o que é o mais importante? É que definitivamente tu sabes que não estás nada sozinha!
:)

Gabriela Gonçalves 29 de janeiro de 2009 11:59  

Você passa a sentir medos que você nunca teve antes. Isso é extremamente normal.
Bem-vinda ao meu mundo!! O mundo das mães.

Pri Tescaro 29 de janeiro de 2009 13:45  

Meninas, muito obrigada pelas mensagens de conforto e de apoio....rs! E dizem que essa fase é só o início. A tendência é piorar!

Beijos em todas

Faby 29 de janeiro de 2009 13:58  

Você não imagina como todo este medo só tende a aumentar... quando o baby der as caras sua vida vai ser outra, pode acreditar!
A gravidez é um sentimento maravilhoso, aproveite muito cada momento!!!
Boa Sorte!
Faby

dona perfeitinha 29 de janeiro de 2009 14:19  

Ei Pri!
Coisa mais linda que é a gravidez, né?
Além de nos sentirmos assim mesmo como descreveu... mais temerosa... mais cuidadosa... sentimo-nos também no paraíso. E tudo melhora... vai ver: cabelos mais brilhantes.. pele mais sedosa... estar grávida é um presente e um processo necessário de entendimento de abdicação, como você mesmo já constatou. Mas, digo-lhe também... depois não haverá de abdicar-se não! Um filho apenas acrescenta. Coisas diferentes de um plano de quem não tem filhos, mas é acréscimo, nunca decréscimo. Parabéns pela gravidez e tudo de mais lindo na vida de vocês,
Beijos,
Talita.

a mãe dos reguilas 29 de janeiro de 2009 14:27  

é tudo normal do estado..... apesar de acharmos anormal-se ainda nem o sentimos nem o vimos(como é seu caso) mas há algo mágico que nasce ali logo que sabemos que há vida dentro de nós-desejo-lhe uma optima gravidez -tudo de bom

Pri Guti 29 de janeiro de 2009 18:04  

Pri, fui no seu blog e cá estou para acompanhá-la em mais esta empreitada! Ser mãe é a melhor experiência, já te falei e acho que já concorda comigo né? Logo tudo se acalma e começam outros desafios... Vou acompanhar cada passo por aqui e lá. Amei a estréia! Bjussss

Lívia 29 de janeiro de 2009 23:16  

Vc não está sozinha nesse sentimento. Tb estou grávida, de 20 semanas e parece que a responsabilidade não é apenas pela sua vida, mas do ser que nos habita tb.
E como dá medo! Mas é uma sensação maravilhosa.
Fui pega de surpresa com a notícia, até outubro os planos eram outros, não queria filhos. Agora não penso mais na minha vida sem ele.
A gravidez nos muda, e como!
Beijos

si 30 de janeiro de 2009 13:17  

Pri, é muito bom estar grávida, mas bom mesmo é ter nos braços o bebezinho.
Uma coisa que tb descobri: relaxar e deixar a barriga em paz, por 9 longos meses. Como é bom não se preocupar em estar roliça!!
Boa sorte!

MySpace Backgrounds

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP