terça-feira, 10 de junho de 2008

Café faz bem



A única vez que tomei um gole de café na vida fiz careta e báááááhhh. Amo o cheirinho mas não tem quem me faça novamente encostar a ponta da língua nesse troço ruim.Mas muito diferente desse ser que vos escreve é a maioria da humanidade.Marido quando acorda a primeira coisa que faz é tomar uma xícara do pretinho. Santo Deus!!!

A Revista Viva Saúde, publicou uma matéria sobre pesquisas recentes que mostram os benefícios do café, desmistificando aquele papo de que café faz mal e tal... Além da cafeína, o danado possui: "Potássio, zinco, ferro, magnésio e diversos outros minerais estão presentes no grão, embora em pequenas quantidades. Aminoácidos, proteínas, lipídios, além de açúcares e polissacarídeos também o compõem. Mas nem todas essas substâncias permanecem nas mesmas quantidades quando o café passa pelo processo de torrefação. Alguns deles chegam até mesmo a ser destruídos por completo se os grãos são torrados excessivamente".

O "prol" então não é o grão que é riquíssimo em todos esses nutrientes acima e sim a torrefação alem do ponto. No Brasil, claro, é feita acima da média, deixando o café a desejar.

Na mesma matéria uma informação curiosíssima e ecaaaa:


O DIAMANTE DOS CAFÉS

Pode parecer piada, mas não é. O café tido como o mais saboroso e raro do mundo é colhido das fezes de um animal. Sim, o Kopi Luwak ou Café Civeta é proveniente da Indonésia. O animal, chamado civeta e com aparência que lembra uma doninha, faz o que as melhores tecnologias de produção de café fazem, com um diferencial: separa o grão da polpa dentro do corpo adicionando substâncias excepcionais. O civeta colhe minuciosamente os frutos mais doces e coloridos do café. Depois de engoli-los, os frutos permanecem no sistema digestório do animal, onde bactérias específicas fermentam a polpa, unidas à ação de enzimas digestivas. Ao defecar, os grãos saem intactos, porém acrescidos de características inigualáveis (também, pudera...). É então que entra a mão do homem, literalmente recolhendo das fezes do civeta os grãos de café. Segundo relatos, o café preparado com o Kopi Luwak tem aroma intensamente agradável e sabor parecido com o de chocolate. São produzidos apenas 230 quilos por ano. Ah! além de ser o mais saboroso e raro do mundo, obviamente também é o mais caro. O quilo sai por cerca de R$ 1.500.


Bem pessoas, se eu não gostava de café, continuo sem gostar... Nem adianta me oferecer o melhor café do mundo, porque esse aí é que eu não tomo meeeeesmo!!!


Matéria na íntegra:Gustavo Xavier

3 comentários:

Fernanda M.,  11 de junho de 2008 03:07  

Adorei seu blog, achei seu link naquele "post polêmico" do blog "Rainhas do lar", adorei as dicas de limpeza ecológicas e mais um monte de coisinhas....Ah! não gosto de café tb, mas vez ou outra eu tomo do pretinho :)

Ana Medeiros 11 de junho de 2008 09:52  

Oi fê,

Meninaaaa aquele post deu o que falar ne? rrsrsrsrsrrsrs...eu dei boas risadas!Adoro o Rainhas.
Que bom você ter gostado do blog, apareça sempre!!

Beijocas

Ciça Donner 14 de junho de 2008 09:11  

Ai menina, eu AMOOOO café. Fico louca com um Starbucks na minha frente!!!

Mana isso ai que c chama de arrumadinha na minha terra, quer dizer na terra do meu pai, Minas, é só acrescentar couve e vira feijao tropieiro

MySpace Backgrounds

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP